Depois daquela montanha de Hany Abu-Assad, nos fala sobre dois estranhos testando seus limites físicos e de convivência, em um território inóspito. O filme é um drama romântico e despretensioso, sobre o encontro entre o pragmático neurocirurgião Ben (Idris Elba) e a destemida fotografa do The Guardian, Alex (Kate Winslet, Um homem e uma mulher, isolados e unidos por uma causa comum, a sobrevivência.

Depois Daquela Montanha

Enquanto Alex reage e vive de modo intuitivo acreditando em seus sentimentos, Ben afirma que “um coração não é mais que um músculo”, apesar das diferenças eles se colocam disponíveis para cooperarem um com o outro.

Imagino se estas duas pessoas estivessem em suas zonas de conforto em um centro urbano qualquer, se elas permitiriam este encontro?

Depois Daquela Montanha

A bela fotografia é de Mandy Walker e suas tomadas em planos abertos, revela a  escala humana diante da cadeia de montanhas brancas – a Cordilheira Wasatch, Utah – com sua potência silenciosa e inabalável, diante da pequenez e do desespero de mulheres e homens.

Kate Winslet está fantástica, provando ser uma das grandes atrizes de nossa época e Idris Elba, alcança um tom em sua interpretação que é emocionante (o tom de interpretação dos atores do Peter Brook),  dois grandes atores em ação. No elenco também Beau Bridges, Dermot Mulroney e a participação especial do “Cão”.

Depois Daquela Montanha

A bela trilha sonora de Ramin Djawadi, torna-se funcional, explico, a música no “momento certo”, tudo está redondinho, oque torna o filme um lugar comum, realizando um desserviço, roubando a intensidade do momento e transformando-o num melodrama.

Depois Daquela Montanha é uma adaptação da obra homônima de Charles Martin “The mountain between us”. O roteiro é de Chris Weitz e J. Mills Goodloe e possui diálogos  espirituosos e ritmo. Detalhes de pesquisa, como a falta de óculos escuros naquele ambiente para proteger a visão, acaba passando sem grandes comentários.

Depois Daquela Montanha

O filme é  dirigido de modo eficiente pelo palestino Hany Abu-Assad – que conta em seu currículo com as indicações ao Oscar em 2006 por  “Paradise now”  e “Omar” em 2014 – e este é o seu primeiro trabalho na língua inglesa.

Depois daquela montanha não é um filme que surpreende por sua originalidade, mas, é um bom filme com momentos cativantes.

O grande Ingmar Bergman a certa altura de sua carreira lançou a seguinte pergunta, porque um filme não pode ser só entretenimento?

Resumo
Depois Daquela Montanha
Jacqueline Durans

Roteirista, Diretora e Produtora. Graduação em Cinema pela Universidade Estácio de Sá, formada pelo Teatro Escola Macunaíma, SP; Coprodutora, Roteirista e diretora dos curtas: 2017 – Curta documentário “Achei o meu nariz”
2016 – Cidade em Transe; 2016 – Insônia – Inspirado na obra de Edward Hopper. 2016 – Coordenou o NucineClube da Universidade Estácio de Sá – Campus João Uchõa. Master classes de roteiro e direção com Sir Richard Eyre, Carlos Reichnbach e outros.