Poucos atores em Hollywood têm a filmografia tão meticulosamente construída com cuidado como Leonardo DiCaprio. O ator norte-americano conseguiu vários prêmios e indicações ao Oscar além de consolidar seu nome como um dos atores mais prestigiados da atualidade, escolhendo de maneira criteriosa cada projeto. Trabalhou com diretores consagrados como Steven Spielberg, Woody Allen, Danny Boyle, James Cameron, Ridley Scott, Quentin Tarantino e Martin Scorsese. Com este último fez intensa parceria que já rendeu cinco ótimos filmes.

O cuidado com a carreira sempre foi prioridade para o ator. Seus primeiros longas demonstram isso. Os ótimos Gilbert Grape – Aprendiz de Sonhador, Eclipse de uma Paixão e Diário de um Adolescente demonstraram toda a versatilidade do ainda jovem ator. Talvez o ponto “fora da curva” tenha sido Titanic por ir contra a percepção do ator em ter sua imagem ligada ao estereótipo de galã. Porém, falta um pequeno detalhe para consagrar a carreira do ator, um Oscar.

Nesse ponto, Leonardo DiCaprio mantém certa semelhança com Al Pacino que bateu na trave inúmeras vezes (seis no total) até ser reconhecido pela Academia, levando a estatueta de Melhor Ator por sua atuação em Perfume de Mulher. Outras lendas da sétima arte como os atores Richard Burton (indicado sete vezes) e Peter O’Toole (indicado oito vezes) sequer ganharam o prêmio mais cobiçado do cinema.

Pacino e DiCaprio, gênios incompreendidos?
Pacino e DiCaprio, gênios incompreendidos?

A primeira indicação do astro veio em 1994, concorrendo na categoria de Melhor Ator Coadjuvante por sua atuação em Gilbert Grape – Aprendiz de Sonhador. DiCaprio interpretou com muita sensibilidade um jovem com problemas mentais. Acabou perdendo a estatueta, ninguém sabe como, para Tommy Lee Jones, indicado por sua atuação em O Fugitivo.

Em 2005 veio a segunda indicação, agora como Melhor Ator por sua atuação em O Aviador. Já mundialmente famoso por estrelar os melosos Titanic e Romeu e Julieta, DiCaprio amargou nova derrota, agora para Jammie Foxx, que havia interpretado o lendário Ray Charles no filme Ray.

A terceira indicação foi a menos badalada. Indicado em 2007 por sua atuação como um mercenário no filme Diamante de Sangue, o ator começou a ser alvo de inúmeras piadas após perder mais uma vez, dessa vez para Forest Whitaker por sua memorável atuação em O Último Rei da Escócia.

A última derrota foi em 2014. DiCaprio atuou e produziu o ótimo O Lobo de Wall Street, sendo indicado pela quarta vez à categoria de melhor ator. Matthew McConaughey foi o merecido vencedor por sua atuação em Clube de Compras Dallas. Além de amargar mais uma derrota, Leonardo DiCaprio ainda viu o Oscar de melhor filme ir para o longa 12 Anos de Escravidão.

Leonardo DiCaprio
DiCaprio abraça Mattew McConaughey após o anúncio do prêmio de Melhor Ator em 2014.

Mas, desta vez, parece que o resultado será outro. A quinta indicação de DiCaprio ao Oscar por sua intensa atuação em O Regresso, drama do diretor mexicano Alejandro González Iñárritu, chamou a atenção de todos. Se olharmos para os outros concorrentes ao Oscar de Melhor Ator deste ano, fica difícil dizer que DiCaprio não ganhará sua merecida estatueta. Talvez, seu maior rival seja Eddie Redmayne por sua atuação em A Garota Dinamarquesa. Porém, aceitar que a Academia premie Redmayne novamente visto que o ator ganhou o Oscar de Melhor Ator ano passado por sua interpretação em A Teoria de Tudo, é no mínimo, incoerente. Os outros concorrentes Bryan Cranston (Trumbo: Lista Negra), Matt Damon (Perdido em Marte) e Michael Fassbender (Steve Jobs) parecem não ameaçar.

DiCaprio x Redmayne: parece que a grande disputa pelo Oscar de Melhor Ator será mesmo entre os dois.
DiCaprio x Redmayne: parece que a grande disputa pelo Oscar de Melhor Ator será mesmo entre os dois.

A essa altura, o vencedor do Oscar de melhor ator já foi escolhido, pois os integrantes da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas tiveram até a última terça para votar. Muitos apontam certo preconceito da Academia com o ator devido a sua atuação em Titanic. Especulações à parte, o certo é que já passou da hora dos figurões de Hollywood reconhecerem o talento de DiCaprio concedendo a ele o merecido Oscar.

E se Leonardo DiCaprio conquistar o prêmio no próximo domingo (28), data da 88ª cerimônia de entrega do Oscar, será comemorado como um gol da Seleção em uma final de Copa do Mundo! Por ter certeza.